Um beijo sob o visco

Saiba mais sobre o visco e a sua tradição de Natal

O visco é uma espécie espontânea que parasita os ramos de árvores e parece apenas mais um ramo. Cresce principalmente em ramos de carvalhos, pinheiros, macieiras, oliveiras e carvalhos-roble, enfraquecendo-os e tornando-os mais vulneráveis ​​a ataques de insectos. O visco não tem raízes, mas sim clorofila, as suas flores são amareladas e unem-se em ramalhetes, os seus frutos são bagas globosas  esbranquiçadas com interior viscoso. Tem algumas propriedades medicinais; pode parar hemorragias, se o usar em compressas na área afetada, e, também alivia lombalgia ou a ciática.

O visco é associado ao Natal, colocado nas portas dá-nos boa sorte e, diz a tradição, que deve-se beijar sob o visco, tradição esta que tem origens históricas e mitológicas.

muerdago-1

O visco foi considerado pelos druidas uma planta mágica; recolhiam-na sem que tocasse no chão e tinha diferentes propriedades curativas. É a planta mágica por excelência, desde os tempos antigos. Tem sido considerada como uma planta associada à fertilidade e boa sorte devido à sua capacidade de manter-se sempre verde. Também, era colocado sobre os berços como amuleto, protegendo o bebé de qualquer mal.

Os escandinavos acreditavam que o visco era uma planta de paz e declaravam tréguas ao inimigo, beijando-se e fazendo as pazes debaixo desta planta. Nas Saturnais Gregas, os jovens colocavam-se debaixo do visco e dizia-se que não podiam recusar um beijo, porque isso significaria um ano sem oportunidade de casamento.

Também, os Ingleses, a partir do século XVIII, começaram a pendurar o que eles chamavam de Kissing Balls ou Bolas para beijar, que era uma bola de visco com fitas e decorações, em que, assim como os jovens gregos, as meninas inglesas não podiam recusar o beijo e, se fossem beijadas na bochecha, significava iam casar-se em breve.

muerdago-2

Há, também, uma lenda nórdica, contada por Frigga, a deusa do amor e da beleza e mãe de Balder, o deus da primavera. Teve um sonho sobre a morte de seu filho, onde lhe foi dito que quando isso acontecesse, todo o ser vivo morreria com ele e a terra seria mergulhada num inverno perpétuo. Frigga conversou com os quatro elementos e com todos os seres vivos para que ninguém fizesse dano ao seu filho, mas Frigga esqueceu-se de pedir ajuda ao visco já que o considerava inofensivo. Assim, Loki viu nessa planta a oportunidade de tirar a vida de Balder. Fez uma lança com visco na ponta para atacar. A profecia foi cumprida e tudo começou a morrer com a dureza do inverno. Frigga chorou tanto pelo seu filho, que os deuses tiveram pena e devolveram a vida de Balder e castigaram a pequena planta. Só que Balder libertou-a da sua maldição e ordenou que, a partir dessa altura, cada par que passasse por baixo do visco devia beijar-se para perpetuar o amor na terra.  

Este costume de beijar sob o visco tornou-se numa tradição internacional. Coloque visco na sua casa; é um símbolo de amor, felicidade e vida eterna.

Na Jardiland encontrará belos ramos de visco para oferecer ou dar-lhe boa sorte e amor nesta época natalícia.

 

Deixar um comentário