Trepadeira com flores ornamentais: como podar a dipladenia

Para desfrutar das suas flores em cascata, deverá podar a dipladenia destas 4 maneiras

A dipladenia é uma planta trepadeira perene que nos surpreende com o rápido crescimento das suas grandes flores em forma de trombeta, de cor branca, vermelho ou rosa, criando um bonito e colorido efeito cascata. Esta planta exótica vem da América do Sul, Argentina e Brasil.

dipladenia_7
Cuidados

A dipladenia é uma planta de tratamento fácil, mas precisa que se tenha em conta os seguintes conselhos para que cresça forte e com flores abundantes:

  • Requer pouca água e aguenta bem climas secos, mas precisa de um solo húmido e drenado para que as suas raízes tenham profundidade.
  • Muita luz e temperaturas quentes.
  • O seu período de floração dura todo o verão e terá uma floração mais abundante, com temperaturas acima de 18 graus.
  • Durante os meses de inverno, mantenha-a no interior para que fique exposta a temperaturas mais elevadas.
  • Ao usar adubo e fertilizante mineral quando é plantada, favorecerá um crescimento mais rápido e espetacular.

Dipladenia peq

Poda da dipladenia

A dipladenia é uma planta trepadeira que pode atingir 3 metros de altura e desenvolver hastes fortes e vigorosas, mas o seu crescimento pode ser controlado para não ultrapassar um metro de altura, com uma poda adequada e regular.

 1. Poda de formação:

Deverá ser feita durante os primeiros anos para orientar o seu crescimento num sentido mais horizontal ou mais vertical.

 2. Poda de limpeza ou manutenção:
Após amadurecer, para manter a dipladenia saudável e atrasar o seu envelhecimento. Ano após ano, quando chega o inverno, iremos remover os seguintes itens para evitar o consumo de energia e nutrientes:

  • Ramos secos, quebrados ou doentes.
  • Ramos cruzados, mal orientados ou emaranhados.
  • Galhos que se sobressaem muito do arbusto
  • Brotos débeis ou mal situados no pé do arbusto que não queremos que se desenvolvam mais.
  • Flores e frutos velhos.

Dipladenia-Sundaville

3. Poda de floração:
Para renovar os ramos que já tinham florescido por outros novos; quando termina a floração, todos os ramos do ano passado são cortados (exceto aqueles que prolongam o esqueleto), para que dê novos brotos de flores na próxima floração.

dipladenia

4. Poda de renovação:
Se já cuida da poda da planta há já algum tempo e cresceu sem controlo e transformou-se numa trepadeira denso e emaranhada, pode fazer a poda de renovação da seguinte forma:

Se os principais ramos do esqueleto estão saudáveis, elimine a copa toda e deixe a haste nu, apenas com os ramos mais gordos nus e nada mais. Assim, vão nascer novos brotos que irão formar uma nova copa de folhas.

Se os principais ramos estão envelhecidos ou danificados, renove-os gradualmente ao longo de vários anos.

Venha à Jardiland e desfrute da dipladenia durante o ano todo.

  1. marli slodkowski says:

    Plantei uma mandevilla e ela, quando comprei, tinha a flor dobrada. Agora está florindo com flores simples. Pode isto??

    • Boa tarde, normalmente quando uma planta tem a flor dobrada, quando volta a florir, deverá a flor ser dobrada. Desconhecemos o que pode ter alterado tal facto.

  2. boa tarde gostaria de saber se eu posso estar plantando a diplandinea no chao? desde ja obrigado

    • Boa tarde
      Pode, sem qualquer problema… aliás, pode e deve plantar a trepadeira no chão em vez de ficar em vaso.
      Cumprimentos

  3. Boa noite.
    Tenho uma área de 4m2, que gostaria de cobrir com dipladênia.
    Quantas mudas seriam suficientes?
    Obrigado.
    Handerson

  4. Teresa Pinho says:

    Bom dia!
    Tenho uma “Dipladénia” em rosa suave. Já há 2 anos que não dá flor! Será porque não mudei para 1 vaso maior?!Tem estado sempre dentro de casa, numa quase espécie de “estufa”. Mantém as folhas bem verdinhas. Que fazer ?!

    Obrigada pelas dicas!

    Cumprimentos

    Teresa Pinho

    Nota: Poderei enviar fotos da dita planta. É linda!

    • Bom dia, a planta é de exterior, como tal ficar dentro de casa não é aconselhável…. A planta precisa obrigatoriamente de sol e, sim, convém mudar para um vaso maior. Cumprimentos

Deixar um comentário