Sebes: um elemento decorativo nos jardins

As sebes podem servir para demarcar áreas ou criar muros vegetais

As sebes podem dar vida ao seu jardim ou terraço, mas, também, servem como delimitador de espaços. São colocadas em muitos jardins para cobrir os muros localizados à volta do espaço, criando uma área livre de olhares curiosos, protegendo também do vento. Dependendo da finalidade que temos em mente, iremos escolher entre o tipo limitador ou ornamental.

O tipo limitador, também, permitem que crie separação entre zonas do seu jardim e não apenas para servir de cerca. O tipo ornamental, por outro lado, dá um toque original, distintivo. Se fica encantado com o ornamental, tem a possibilidade de usar a topiaria.

sebes

Um dos elementos mais importante no planeamento do design do seu jardim, é escolher o tipo de vedação que pretende utilizar, dependendo da funcionalidade que lhe quer dar.

Pode encontrar as sebes formais, que são as mais comuns para a decoração de jardins, de folha perene, altos e espessos, como, por exemplo, o Tejos ou o Cypress Leylandi. Também pode-se encantar pelos informais, aos quais não se altera a sua forma original. São arbustos de porte trepador e, maioritariamente, de folha caduca, como as roseiras ou enredadeiras.

Ainda tem a opção de sebes baixas, espessas e maciças, de folha perene que têm como função principal a divisão do jardim em zonas ou áreas, de forma organizada e sem o uso de construções de pedra.

Para a plantação, pode fazê-lo diretamente no solo ou em vasos de tamanho apropriado para o arbusto escolhido. Se as plantar em vasos, é imperativo usar a floreira adequada, senão, não vai ter o melhor desenvolvimento. Para as espécies de folha caduca é recomendável a plantação no fim do outono, enquanto que as de folha perene é melhor na primavera.

Para se manterem uniformes desde o início, a profundidade deve ser a mesma para todos os arbustos e aparar sempre à mesma altura, para manter a uniformidade. Em relação à rega, no início deve ser abundante, mas, depois, o melhor é por gotejamento.

Se mora numa área onde as sebes podem receber muito ar de forma direta, recomenda-se o uso de tutores para impedir que estes se desviem e assim percam a forma correta.

Para a sua manutenção, é preciso cortar os ramos remanescentes para manter uma estrutura estável, mas também os ramos mortos. Se ficar volumoso demais, recomendamos que corte em fevereiro e março, pois são os melhores meses.

Pode podar as sebes duas vezes por ano, mas se o fizer de forma gradual, ao longo dos diferentes meses, será melhor, a nível estético como irá proteger a saúde, evitando que envelheça prematuramente.

Deixar um comentário