Peixes asiáticos: peixes anabantídeos

Crie o seu próprio espectáculo aquático com estas espécies asiáticas que poderá encontrar na Jardiland!

Os peixes anabantídeos têm um órgão complementar que permite absorver ar à superfície da água. Graças a esse órgão, conseguem viver em águas paradas, com baixo oxigénio. No estado selvagem, vivem em lagoas, em arrozais ou em rios de águas lentas da China, Tailândia,, Malásia ou Indonésia. Estes peixes reproduzem-se em incubadoras especializadas. Num aquário, gostam de água moderadamente dura com um pH neutro e uma temperatura de 24-26°C. A vegetação deve ser rica. Quanto à filtragem deve ser de baixo fluxo.

A renovação de 15% da água deve ser feita a cada duas semanas e a alimentação deve ser feita à base de congelados ou vivos. Isso permitirá que rapidamente assista a um espectáculo desconcertante da sua reprodução. Nestas condições, o macho constrói um ninho de bolhas e saliva. Quando a fêmea o consente, o macho a “abraça” e a fêmea expulsa os seus ovos. Imediatamente a seguir, o macho os coloca no ninho. Alguns dias mais tarde e debaixo da exclusiva vigilância do macho, nascem os alevinos. A sua criação requer paciência e uma distribuição muito pequena de alimentos.

Estas são as espécies mais conhecidas:

  • O Combatente Siamês: com as suas imensas barbatanas em forma de véus, o Betta splendens é provavelmente o peixe de água doce mais inteligente. Deve ter muito cuidado para não colocar dois machos juntos no mesmo aquário, pois poderia assistir a um combate cruel em que um deles perderia os seus véus, escamas e, algumas vezes, a vida. Os betta podem ser vermelhos, azuis, cor-de-rosa, amarelos, bicolores e ter as asas onduladas. Relativamente à compatibilidade com outros tipos de peixe, deve misturá-los com inquilinos tranquilos, caso contrário, cuidado com as suas barbatanas! É preferível ter várias fêmeas para um só macho. Tamanho: macho: 6-7cm, fêmea: 5-6cm..
  • As Colisas: o mais conhecido é o Colisa Ialia, o gourami anão. O macho tem o corpo listrado de azul e laranja, enquanto que a fêmea é cinzenta. Calmo por natureza, podem ser misturados com outros peixes também tranquilos. O gourami mel (Colisa Chuna) é cor-de-laranja com a garganta negra. Como o seu primo, aprecia os pequenos alimentos, tendo uma forte atracção por artémias. O Colisa Labiosa e o C. Fasciata são um pouco maiores, mas também tranquilos, exceto na época de acasalamento, altura em que o macho fica muito nervoso. As colisas apreciam andar aos pares e é possível ter dois ou três num aquário de 120 litros na companhia de rasboras , danios ou barbos cereja (Barbus Titteya), por exemplo. Tamanho: C. Ialia – 7 cm;. C. Chuna – 5 cm,. C. fasciata Labiosa – 12 cm.
  • Gourami: independentemente da sua cor, azuis, dourados, etc., têm em comum o seu tamanho, que ultrapassa amplamente os 10 cm. Num aquário é importante respeitar a regra que diz: 1 cm de peixes adultos por cada litro de água. Se o aquário é muito espaçoso (300 litros ou mais), múltiplos casais poderão evoluir juntos num ambiente de raízes e de plantas sem qualquer problema. Outros peixes de espécie pacífica, como rasbora, podem criar um belo aquário asiático, plantado com grandes zonas de  Cryptocorynes e samambaia de java. Tamanho: macho – 12-14cm; fêmea – 11-12cm.
  • Peixe Paraíso: os Macropodus, chamados peixes paraíso, foram os primeiros peixes exóticos a serem introduzidos na Europa. A aquariofilia nasceu com a sua chegada, desde o início do século XX. Existem quatro espécies de Macropodus, sendo a mais conhecida e a mais colorida, sem dúvida, o Macropodus opercularis. Procedente da China, este peixe tranquilo, embora às vezes violento no período de reprodução, é perfeitamente feliz em águas mornas na companhia de Danios ou Tanichthys, por exemplo. Semelhante a outros peixes labirinto, a sua reprodução é espectacular. Após os “abraços” da reprodução, o ninho cheio de bolhas e de ovos é fortemente vigiado pelo macho. Uma vez nascidos, os alevinos são vigiados apenas pelo macho. Tamanho: macho: 10-12 cm; fêmea: 9-10 cm..
  1. Gostei muito do artigo!
    Posso montar um aquário com duas espécies de anabantídeos? Das espécies quais formam a melhor dupla?
    Obrigada, Luciana

    • Boa tarde,

      Os Anabantídeos são, por norma, peixes territoriais e, por consequência demonstram alguma agressividade, principalmente entre adultos. Assim, o aquário não deverá ter menos de 80L (uteis), ser razoavelmente plantados e possuir boa filtragem.

      O Grau de agressividade varia de espécie para espécie. Se optar por fazer uma aquário apenas com anabatídeos, deverá:

      – Descartar outras espécies mais suscetíveis às investidas destes peixes;

      – Introduzir Peixes Jovens;

      – Espécies como Trichogaster ou Macropodus Opercularis deverão ser das ultimas a ser introduzidas;

      – Colisas e Trichogaster Leeri convivem, frequentemente, em harmonia.

      Esperamos ter ajudado.
      Cumprimentos

Deixar um comentário