O hamster russo

Conheça este hamster e descobra a sua natureza dócil

O Hamster russo é, atualmente, o hamster anão com mais aceitação mundial, chegando a ser uma das espécies mais difundidas. O seu nome científico é Phodopus sungorus e vem dos climas mais frios, em especial de países como a Mongólia, Cazaquistão e sudoeste da Sibéria.

hamsterrusso

Características físicas e de caráter

O seu pesa oscila entre 30 e 50g, com um tamanho entre 6 a 11cm. A sua longevidade é entre um e meio a dois. Em alguns casos, dependendo da sua genética e dos cuidados que recebem, podem viver até 3 anos.

Podemos encontrá-los, normalmente, em três cores:  cinzento claro, um cinzento mais escuro, semelhante à safira, e branco, apesar de alguns exemplares terem tonalidades de cinzinza e branco, embora alguns possam ter tonalidades em cinzento escuro e branco.

Possuem grandes bolsas nas bochechas, em semelhança a outros animais deste tipo, que lhes permite armazenar grandes quantidades de alimentos, transportando-a assim para a sua casa ou abrigo. Desta maneira, pode consumi-la a qualquer momento ou armazená-la.

A forma do corpo varia ligeiramente dependendo se é macho ou fêmea. Neste caso, os primeiros têm um corpo alongado e a terminação da traseira um pouco em bico, por outro lado, as fêmeas têm um corpo mais arredondado.

São uns hamsters muito dóceis, embora algumas fêmeas possam ter um caráter um pouco mais áspero, mas não é a regra geral. Podem, perfeitamente, viver em grupos, e mesmo em par, se o casal for misto, já que têm instintos territoriais. Eles são muito ativos durante a noite, embora possam ter períodos de atividade durante o dia, mais nas fêmeas que nos machos que só saem para comer ou beber água.

 

Alimentação

A sua dieta consiste em sementes e cereais que têm um alto grau de  hidratos de carbono. Também pode dar complementos vegetais. É importante ter água fresca constantemente para que se possam ir hidratando.

Casa

Em relação ao seu alojamento, a melhor opção é uma gaiola convencional, com barras que eles gostam de trepar e roer. É melhor que seja com uma largura estreita, ou seja, distância mínima entre barras para que não fugam. Outra opção é uma gaiola com paredes de plástico transparentes.

No chão da gaiola, pode colocar serrim ou algum composto para que possam caminhar sobre algo macio e não sobre o plástico da gaiola. Isso também irá ajudá-los a protegerem-se do frio no inverno. Coloque uma roda para que possam fazer exercício e uma casinha para que se acomodem durante a noite e o dia.

Deixar um comentário