Um jardim chinês para dar serenidade ao seu lar

O paisagismo chinês tem características muito próprias que poderá usá-las se quiser dar serenidade à sua casa. Os jardins chineses sempre foram criados para retiro espiritual, contemplação e composição artística. Influenciar os sentimentos de visitantes é um dos objectivos das paisagens orientais. Criar sentimentos nas pessoas. Por isso, são pensados para parecerem maiores do que são, usando detalhes que atuam como ilusões de óptica.

São usados três motivos ornamentais básicos:. água, pedra e os elementos vegetais. Tratam-se sempre de jardins que imitam a paisagem natural.  Montanhas, cascatas, riachos e lagoas são recriados como se colocasse a natureza em casa. Com a água como foco principal representada em lagoas e cascatas, existem mais cinco elementos representados na jardinagem chinesa: a terra em forma de colinas e ilhas;  o fogo, em flores radiantes; a madeira, em árvores; o vento, na força que mexe com os ramos das árvores e o metal em pedras.

Ao contrário do que acontece no Ocidente, na China as plantas são um elemento secundário e estão associados a sentimentos diferentes. As árvores mais populares são os salgueiros, pinheiros, pessegueiros, ciruelos e bambus. O salgueiro representa a graça, porque os seus ramos balançam-se com facilidade ao ritmo das mangas de uma menina dançando e o pinho, a robustez e a majestade de um ancião sábio. Quanto às flores: peónias, flores de pessegueiro e ciruelos, orquídeas, magnólias e flores de lótus nascem na primavera e no verão, sendo o crisântemo mais comum no outono e a gardénia e bambu no inverno.

A jardinagem chinesa é conhecida em todo o mundo e praticada por milhares de pessoas. Era considerada um passatempo filosófico e  praticada pelos homens mais instruídos. O resultado deste tipo de jardinagem é um prazer para os sentidos que pode criar em sua casa seguindo a filosofia chinesa.

via ]

Deixar um comentário