Volta a aparecer vestígios da Cressa

Encontrou-se esta planta protegida na área do Mar Menor, depois de muitos anos sem vestígios dela!

Ontem, ouvimos esta notícia que muito nos alegra. Nas imediações do Mar Menor, em Múrcia, e, especificamente, na cidade de Cartagena, em Urrutias, membros da Associação Ambientalista Anse, encontraram, após 40 anos, uma espécie protegida: a Cressa. Apenas foram localizados três núcleos, mas já é um verdadeiro achado.

Nesta fotografia, pode ver um exemplo de um exemplar desta excepcional planta de grande beleza.

Cressa

É uma planta difundida em todo o mundo, e, em Espanha, ao ser menos comum, ganha muito interesse poder encontrar-se alguma, especialmente na região sudeste da Península Ibérica. Nesta área, não houve, infelizmente, registos da sua existência.

Foi descoberta na década de setenta, e, atualmente, não há muitas referências. Algumas das detectadas estão localizadas exclusivamente em La Azohía e Calblanque, embora muito poucos casos. Em algumas áreas do território espanhol, é uma planta considerada em perigo de extinção, como em Alicante e Andaluzia.

A Cressa é muito semelhante à planta de tomilho, em relação ao tamanho, embora pertença à família da corriola e glória-da-manhã. Costuma viver em zonas salinas e argilosas do território espanhol.

Atualmente, o futuro desta planta na região da Múrcia é uma incerteza. Muitas plantas que nos rodeiam estão a desaparecer a cada dia que passa por causa da construção maciça e da falta de protocolos de conservação natural desses seres vivos.

Na Jardiland esperamos que continuem a aparecer mais exemplares desta planta!

 

Deixar um comentário