Pando, uma floresta gigante a partir de uma só árvore

Uma das maiores e mais antigas florestas

Em Utah, nos Estados Unidos, encontramos outra maravilha da natureza: uma enorme floresta de choupos que, aparentemente, originou-se de uma única árvore.

O Parque Nacional de Fishlake é conhecido como uma floresta de clones, uma colónia que surgiu a partir de um único álamo há cerca de 80.000 anos. Mas, como isso é possível?


Fonte

O parque é uma floresta de choupos com 43 hectares de extensão conhecido como “Pando”, o maior ser vivo do mundo. Acredita-se que tudo começou há 80 mil anos a partir de uma semente que nasceu e de onde surgiu o primeiro choupo. Este começou a ganhar raízes iniciando um processo que ainda não foi interrompido. As árvores que crescem a partir do mesmo sistema radicular são geneticamente idênticas e permanecem interligadas pelo seu enorme sistema de raízes, pelo que a reprodução parece não ter fim.

É o caso de Pando, um lugar em que têm crescido mais e mais árvores, mas, na realidade, todas fazem parte da mesma árvore. Pando é realmente fascinante e foi descoberto por Burton Barnes, da Universidade de Michigan, nos anos 70. Posteriormente, foi estudado em detalhe por Michael Grant, da Universidade do Colorado em Boulder, em 1992.


Fonte

Para os cientistas é extremamente difícil medir o organismo na sua totalidade já que a maior parte da sua biomassa é subterrânea. Além disso, pode ter acontecido que um sistema de raízes se tenha isolado das restantes e desagregado em vários grupos distintos geneticamente, é muito difícil levar a cabo as tarefas de medição de uma forma muito concreta. No entanto, estima-se que colectivamente o Pando pese cerca de 6.000 toneladas e que tem cerca de 47 000 caules que morrem e renovam-se continuamente renovados pelas suas raízes com uma vida média de cerca de 130 anos e que tem uma idade de cerca de 80 000 anos. Se se confirmarem estes dados, o converterá no organismo vivo mais pesado e mais velho do mundo.

  1. Ana Margarida de Paiva says:

    Fiquei agradavelmente surpresa pois já tinha lido a matéria numa revista brasileira mas a explanação de Vsas. é o máximo.
    Parabéns.

    Ana Margarida

Deixar um comentário