Os donos de mascotes podem ter um coração mais saudável

Um estudo realizado no Japão e publicado no “American Journal of Cardiology “, conclui que as pessoas com doenças crônicas e que vivem com um animal de estimação parecem ter corações mais saudáveis ​​do que aqueles que vivem sozinhos.


Fonte

Pesquisadores da Universidade Kitasato em Kanagawa (Japão), centraram a sua análise em 191 pacientes entre 60 e 80 anos que tinham diabetes, hipertensão ou colesterol alto durante 24 horas. Usaram um dispositivo para controlar o coração durante esse tempo. Perguntaram-lhes sobre as suas atividades diárias e se tinham um animal de estimação. Quatro em cada dez viviam com um animal em casa e esses tinham uma maior variação da freqüência cardíaca, quer dizer, respondiam melhor às necessidades impostas pelas mudanças corporais, como bater mais rápido durante uma situação de stress (uma reduzida variação do ritmo cardíaco está associado a um aumento do risco de morrer devido a doença cardíaca).


Fonte

O líder trabalhista, Naoko Aiba, explica que, entre os pacientes com doença arterial coronariana, os donos de animais de estimação mostram a maior taxa de sobrevivência em um ano do que pessoas sem animais de estimação. No entanto, não é claro porque é que há esta diferença particular entre os dois grupos. Por isso, acreditam que pode estar relacionado de alguma forma com o facto de viver com um animal de estimação, mas não se descarta a possibilidade de o benefício não ser atribuído diretamente ao animal de estimação, mas, poderia ser explicado pelas diferenças que possam existir entre as pessoas que optam por ter um animal de estimação em casa e aqueles que optam por não ter.

Deixar um comentário