O Jardim Botânico de Buenos Aires

É objectivo da Jardiland mostrar-lhe os diferentes jardins botânicos que existem à volta do mundo e, hoje, vamos centralizar a atenção no Jardim de Buenos Aires.
Na cidade autónoma de Buenos Aires, o também chamado Jardim Botânico Carlos Thaysuma vez que foi o seu criador, situa-se perto das florestas de Palermo, a capital federal da Argentina e ao lado do Jardim Zoológico.


Fonte

Inaugurado em 7 de setembro de 1898 e com uma área de 69.772 m², existem mais de 5.500 espécies diferentes de plantas e diversas esculturas. A sua forma permite identificar os três principais estilos da jardinagem paisagística: o simétrico, o misto e o pitoresco, recriados nos jardins romanos, compostos por cipreste, álamo e loureiros, no desenho simétrico francês dos séculos XVII e XVIII, e no oriental com belas espécies originárias.


Fonte

Uma das maiores atracções do Jardim Botânico são as cinco estufas onde várias espécies de regiões mais quentes estão protegidas. Entre elas está uma do estilo Arte Nouveau premiada na Exposição de Paris de 1899, que é, também, a maior com 35 metros de comprimento e 8 metros de largura. Nesta estufa estão salvaguardadas várias espécies de regiões quentes, como os cerca de mil exemplares de fetos e orquídeas, ou palmeiras, como a Areca Vestiaria vinda da Nova Guiné.


Fonte

Declarado Monumento Nacional pelo seu caráter cultural e natural, em 1996, o Jardim Botânico apresenta 33 obras de arte, incluindo esculturas, bustos e monumentos. Também possui o Edifício Central, um imponente casarão Estilo Inglês do século XIX, em que viveu Thays, além de um lago, uma biblioteca, o museu e a Escola Municipal de Jardinagem, tudo rodeado por serenas trilhas para caminhadas admirando a vegetação variada.

via ]

Deixar um comentário