O Grande Buraco Azul das Bahamas

É o buraco azul mais profundo do planeta

O Buraco Azul de Dean localizado numa baía oeste de Clarence Town, em Long Island (Bahamas), tem uma profundidade de 202 metros, tornando-o no maior buraco azul do mundo.

BuracoAzulBahamas1
Fonte

No meio de um paraíso natural como as Ilhas de Bahamas, encontramos este espectáculo: uma caverna subaquática ou sumidouro de forma circular com paredes empinadas que, além dos seus 202 metros de profundidade, tem cerca de 35 metros de diâmetro na superfície, mas, depois de 20 metros de profundidade, alarga de maneira incrível e chega a criar uma caverna de 100 metros de diâmetro.

O facto de ter uma profundidade que é quase o dobro da maioria dos buracos azuis conhecidos, o transforma em algo absolutamente excepcional. O contraste entre os diferentes azuis, o azul escuro das águas profundas e o mais claro das águas mais à superfície, é o que lhe confere a sua beleza magnífica.

BuracoAzulBahamas2
Fonte

Também conhecido como “sinkhole”, este tipo de buracos azuis começaram a formar-se durante a era glacial, quando o nível do mar estava cerca de 100 metros mais baixo do que hoje: a água da chuva começou a infiltrar-se através de fendas nas rochas sedimentares e pelo frágil terreno; começaram-se a criar enormes crateras que, ao longo dos anos, foram cobertas pelo mar.

Lugar ideal para os amantes do mergulho, neste enorme buraco azul de Dean, também conhecido como “Great Blue Hole”, foram batidos vários recordes em várias competições. Em 2008, William Trubridge, neozelandês de 27 anos, conseguiu descer até aos 86 metros sem o auxílio de pesos nem barbatanas e, na mesma competição, a Vertical Blue de 2008, quebrou-se o recorde de mergulho livre alcançando-se os 108 metros.

 

Deixar um comentário