A estratégia de vida das plantas

Como funciona o relógio biológico das plantas?

Marcelo Yanovsky, formado em Ciências Biológicas da Universidade de Buenos Aires, investigador da Conicet e professor da Faculdade de Agronomia da UB, já por muitos anos que tenta compreender as bases dos mecanismos que fazem com que as plantas antecipem a mudança da luz-escuridão durante o dia e como usam essa informação para antecipar as estações.

Mas, não se trata apenas disso. Yanovsky garante que as plantas têm uma estratégia de vida surpreendente.

Além de saberem com antecedência quando vai ocorrer uma mudança de estação, são capazes de sentir se têm uma planta ao seu lado e se esta pode competir com ela no que se refere à luz ou se poderá vir a fazer-lhe sombra, fazendo isso com base na luz refletida.

Também afirma que esses seres vegetais têm uma grande capacidade de aclimatização, porque percebem o ambiente e antecipam-se, tentando adaptarem-se à situação. Da mesma maneira, apercebem-se de alterações imprevisíveis, tais como a presença de um insecto que vai atacar e reagem com as armas à disposição, desde toxinas até perfumes para dissuadi-lo.

O conhecimento acerca do funcionamento do relógio biológico das plantas, apesar dos progressos, ainda é muito limitado. Hoje, já se conhecem cerca de 30 componentes que interagem uns com os outros, de modo que, ao avançar-se com mais investigações, poderá chegar-se ao ponto de prevermos como o sistema se vai comportar e desenvolver melhorias para gerar uma melhor variedade de culturas.

O relógio das plantas controla tudo: desde a posição das folhas até ao ritmo de crescimento. A posição das folhas de uma planta não é constante; é perpendicular aos raios do sol, durante o dia, e assume uma posição vertical, durante a noite. Mas, se a isolarmos da luz, têm um comportamento muito semelhante. É, por isso, que é importante descobrir como funciona esse relógio biológico que, graças à percepção de luz por meio de sensores, permite às plantas saber quando se aproxima a altura favorável para o floração.

Além disso, conhecendo esse mecanismo, poderíamos melhorar a produção agrícola conseguindo que as culturas melhor se adaptem às estações de plantio e colheita.

Os estudos levados a cabo por Yanovsky tem como objectivo melhorar o mais possível o impacto produtivo da agricultura, além de fornecerem mais detalhes sobre alguns dos comportamentos do ser humano.

Deixar um comentário