A enorme Sequoia Sempervirens

A árvore mais alta do mundo

Muitas vezes confundida com s gigante sequoia (giganteum Sequoiadendron), que pode alcançar uma altura de até 85 metros, e a metasecuoya (Metasequoia glyptostroboides) de 35 metros, a Sequoia Sempervirens é uma árvores perene de muita longevidade e é a mais alta documentada até ao presente.


Fonte

Oriunda de uma vasta área de sistemas montanhosos húmidos dos estados de Oregon e Alta Califórnia, dos Estados Unidos, começou a ser plantada na Europa a partir de meados do século XIX. A chamada Sequoia vermelha é uma das árvores mais antigas do mundo e, apesar de geralmente viverem cerca de 600 anos, são conhecidos alguns exemplares com mais de 3.200 anos.

Além disso, esta conífera da família Cupressaceae conta com uma das árvores mais alta do mundo que recebeu o nome Hyperion. É uma sequoia vermelha com 115,55 metros que encontra-se no Parque Nacional Redwood, na Califórnia.


Fonte

De tronco recto, muito robusto e cilíndrico, tem uns ramos quase horizontais e encurvados para baixo. O seu crescimento é bastante rápido podendo atingir uma altura de 20 metros depois dos 20 anos. Uma das características mais curiosas, além do seu imponente tamanho e longevidade, é o facto de os troncos crescerem muito próximos uns dos outros e de forma independente, de modo que a árvore não é afectada, se um deles for danificado por algum motivo. Isso, somado à sua grossa cortiça vermelha e à folhagem que começa nas alturas acima do solo, protege a árvore de uma infinidade de perigos, transformando-a numa das espécies de plantas de vida mais longa.

Cresce bem em solos húmidos e bem drenados assim como em climas húmidos e temperados. As suas flores abrem-se na primavera e, após estas, surgem os seus frutos, umas pinhas ovais com cerca de 15-32 mm de comprimento que, ao abrirem-se, libertam numerosas pequenas sementes que levarão um ano para amadurecer.

Deixar um comentário