A beleza dos jardins ao entardecer

A noite proporciona uma sensação diferente

Quando apreciámos belos jardins, costumamos fazê-lo à luz do dia em que podemos ver todas as tonalidades de cores vivas, a sua diversidade de plantas, a sua fragrância … Parece que só podemos desfrutar destes espaços coloridos antes que o sol se esconda, mas, a chegada da noite, pode dar-nos uma nova visão e sensações muito diferentes.


© National Geographic

Ao cair da noite, as cores parecem perder importância aos nossos olhos, mas as fotografias podem mostrar todo o seu esplendor. A magia nocturna permite-nos contemplar a paisagem de maneira bem diferente. A luz da lua, tão diferente da do sol, juntamente com iluminação projectada para a noite, oferecem-nos um espectáculo muito diferente do que estamos acostumados e dá-nos uma sensação de paz e tranquilidade, algo longe da alegria e entusiasmo que um jardim colorido nos transmite em pleno sol.

Além disso, os jardins nocturnos convidam-nos à reflexão. Da mesma forma que um dia radiante parece dar mais força e energia positiva e que um dia chuvoso convida-nos mais ao recolhimento e à inactividade, visitar um jardim quando o sol se esconde oferece uma nova percepção dos espaços naturais.


© National Geographic

A magia da noite, além de permitir-nos observar cuidadosamente a lua e o seu reflexo em todas as plantas e elementos que compõem um jardim, dá-nos o privilégio de sentir mais intensamente o perfume inebriante das flores. É verdade que durante o dia também sentimos essas fragrâncias agradáveis, mas, sob a ténue luz nocturna, todos os sentidos, além da visão, são intensificados. Assim, podemos testemunhar os polinizadores nocturnos que, ao contrário das borboletas, pássaros e abelhas que se guiam pelas cores vivas, recorrem ao olfacto para localizar as flores já que têm uma visão deficiente.

Talvez não seja o mais usual, mas parar e observar à noite um maravilhoso jardim pode ser uma experiência única que nos dará uma percepção diferente da natureza.

Deixar um comentário