Compostagem

O que é a compostagem?

É o tratamento de resíduos biodegradáveis ​​por forma a se obter um material reutilizável por decomposição através de um processo bioxidativo causado pela acção de fungos e bactérias, resultando num húmus de alta qualidade ideal para adubar jardins e hortos.

Quais as vantagens?

Obter fertilizante natural de alta qualidade a partir de restos vegetais gerados pelo nosso pomar ou jardim, ajudando a proteger o meio ambiente e, ao mesmo tempo, economizando na compra de fertilizantes químicos.

Que materiais podem ser compostados?

Todo o material vegetal proveniente da poda, etc … do jardim ou pomar: galhos, relva, flores, verduras, frutos,… Também todos os resíduos orgânicos (como cascas de frutas ou restos, cascas de ovo ou borra de café), pêlos, papel de embrulho (devido à sua origem vegetal), lã, cinzas de madeira, etc. Não pode ser compostado plásticos, pedras, terra, metal, vidro e outros materiais não-degradáveis.

O que precisamos para a compostagem?

Em primeiro lugar, o compostor que é um depósito formado por painéis de plástico ou de metal, com uma tampa superior para se ir introduzindo o lixo orgânico e uma porta inferior para a remoção do material já compostado. As dimensões variam entre 70 a 120 cm, com uma capacidade de 600 litros. Além disso, é necessário o Composter, um produto granulado de microorganismos e substâncias orgânicas que actuam sobre os detritos da planta, e outros degradáveis, acelerando a decomposição.

Quais as são as melhores condições para a compostagem?

Coloque o depósito num local protegido do vento e à meia sombra, garantindo que o ambiente não é nem muito húmido nem muito seco.
Sempre cobrir o compostor, para proteger da chuva, sol e ervas daninhas. O material a compostar deve estar em contato com a terra do solo para que os microrganismos possam entrar e sair. Misturar o material a compostar com um composto já preparado. Construa o composto com a pressão apropriada entre as camadas, se não estiverem suficientemente pressionadas, secam-se rapidamente; se estiverem demasiadamente comprimidas não haverá a oxigenação adequada. Misture em cada camada de materiais, tais como capim ou relva, com outros como ramos e lascas de madeira.

Como se processa?

Misture os diversos materiais de compostagem. Arrume-os em camadas de 20 cm, pressionando ligeiramente evitando a compactação. Distribua 200 gramas de Compostor por camada. Para materiais de decomposição mais lenta, como arbustos, galhos, etc., distribuir 100 gramas de Compostor por cada 10cm. Regue frequentemente evitando que se seque o composto, especialmente, se o reservatório estiver ao sol.

Como resultado, em apenas 2-4 meses, obterá composto fresco, bem adequado como fertilizante  de superfície e como base para a relva. Após 6 meses obterá um composto maduro, ideal para fertilizante do fundo misturado com terra a cerca de 10-15 cm., utilizável tanto em jardins como quintais. Para vasos ou floreiras, misture em partes iguais o composto obtido após 4-6 meses, com a terra de plantação.

Fonte

Tendo em conta o tempo do processo de compostagem, a melhor altura para começar é outubro, com o qual obteremos um excelente fertilizante para a próxima primavera.

O sucesso da compostagem

Se ama a natureza e desfruta de um jardim vai ter uma grande satisfação ao conseguir o seu próprio adubo. De uma forma simples e prática, totalmente orgânica, reutilizará todos os resíduos e restos vegetais transformando-os num adubo de alta qualidade, ideal para qualquer área de seu jardim.

  1. Após ter visto um artigo, pesquisei sobre compostagem, no entanto não sei os valores dos compostores. Será possível auxiliar me neste procura.
    Desde já agradeço.
    Com os melhores cumprimentos
    Ricardo Freitas

    • Jardiland
      Jardiland says:

      Bom dia,
      passamos a indicar os preços dos compostores:
      600litros-85.98€
      400litros-54.95€
      300litros-44.95€
      Cumprimentos
      Equipa Jardiland

Deixar um comentário