As bromélias

A família das bromélias é uma família muito ampla e variada. Tem mais de 2.000 variedades de 50 espécies.

Diferentes espécies de Vriesea são na sua maioria originários do Brasil

Quase todas as variedades são nativas da América Latina e América do Sul. As mais populares são: Aechmea, Tillandsia, Guzmania, Vriesea, Ananas, Neoregelia e Nidalarium Cryptanthus.

A História

Os europeus conheceram as bromélias quando descobriram o Novo Mundo e começaram a cultivar no século XVII. A primeira bromélia que foi introduzida na Europa foi o ananás. A produção concentrou-se principalmente na Holanda e Bélgica. O sortido está crescendo a cada ano, graças à descoberta de novas variedades.


Aechmea: A planta é nativa da América do Sul e conhecem-se 150 variedades.

A saber

As bromélias só florescem uma vez por ano, mas as suas flores duram vários meses. A planta forma rebentos que podem ser separados para obter uma nova planta. Para promover a floração destes rebentos pode-se cobrir a planta com um saco plástico com algumas fatias de maçãs. O etileno proveniente da maçã irá incentivar a floração.

Na Natureza

A maioria das bromélias recolhe a água da chuva no centro da roseta. Esta tem a função de reservar a água para períodos de seca. Algumas bromélias são epífitas, ou seja, crescem no tronco ou ramos de outras plantas sem parasitá-las.


Guzmania: bromélias epífitas e terrestres é nativa da América Central e tem uma ampla gama de variedades, com grandes brácteas coloridas.

Exposição

Coloque as bromélias em local com muita luz solar direta. Esta planta requer uma temperatura entre 12°C e 27°C.

Irrigação

As folhas da maioria das variedades levam pequenas escamas protetoras que podem absorver a humidade do ar e permitem suportar períodos de seca e calor extremo. Regue a roseta com água sem cal. A roseta não deve estar sempre cheia de água. Se a planta não absorve água, é porque não precisa e é conveniente tirá-la da roseta. O solo deve estar sempre húmido.


Tillandsia: a bromélia epífita é nativa da América Latina e América do Sul.

Fertilizante

Adube com um fertilizante rico em potássio cada semana, o que irá estimular a boa coloração das folhas.

Transplantar

Transplante numa mistura muito ligeira composta por ¼ de areia, ¼ de turfa e ½ de terra hortícola. Um conselho: se a transplantar para um vaso de barro, melhorará a estabilidade da planta.

Outros Cuidados

Pulverizar as folhas regularmente.


O Aechmea é formada por uma roseta de folhas e uma inflorescência rosa.
  1. Ana Ferreira says:

    Boa tarde, tem para venda?
    Como posso comprar, qual o tamanho e preço?
    Obrigada
    Ana Ferreira

  2. gostava de saber se vendem estas plantas e o preço

Deixar um comentário