Diz-nos que ramo levas e dir-te-ei que tipo de noiva és!

O ramo da noiva é mais do que um complemento de qualquer casamento. É um símbolo, uma tradição. Por isso, é importante escolher aquele que melhor se adequa à personalidade de cada noiva.

Quando escolhemos um ramo de noiva, vários fatores entram em consideração. Neste artigo pretendemos rever alguns deles e falar sobre as últimas tendências:

O clássico
É aquele composto de rosas vermelhas. Geralmente sob a forma de bouquet, decorado com pequenas flores brancas de paniculata, reforçando o contraste entre as pétalas vermelhas brilhantes e as folhas verdes escuras. Se se considera uma pessoa tradicional e gostaria de jogar pelo seguro, este é o seu ramo!

Ramo em tons pastel
O rosa é uma cor que nunca sai de moda e está geralmente presente em qualquer campo. Neste caso, muitas vezes combinado com rosas em tons crus, inspirados pelas mentes mais românticas.

Ramo simples
Use apenas um tipo de flor. Podemos alternar cores, se a variedade de flor escolhida nos permitir tal, ou usar sempre o mesmo tom para dar uma aparência mais minimalista. É ideal para aquelas pessoas que não gostam de muitos “floreados”.

Ramo campestre
Quem disse que apenas as rosas são válidas para um bouquet de noiva? Aposte em cores frias. Pode usar flores de lavanda, margaridas … E se optar por cores quentes, pode incluir elementos típicos de outono, como bagas, frutos ou ramos secos. Atreva-se… talvez seja este o seu ramo!

Versão mix
É aquele que mistura o tradicional das rosas com os elementos mais arriscados de um bouquet selvagem. É só uma questão de encontrar o equilíbrio. É projetado especialmente para aquelas pessoas com espírito “camaleão” que podem adaptar-se a qualquer situação.

Ramo assimétrico 
Neste caso, não importa quais as flores, mas sim a disposição das mesmas.  Se é alguém que gosta de dar nas vistas, este é o seu ramo.

Identifica-se com algum?
Fotos: www.theknot.com

 

 

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Deixar um comentário