Bulbos de Outono

Tulipas, jacintos, narcisos, crocus, anémonas, ranúnculos, cyclamen, íris, lírio.

O cultivo de bulbos de outono pode resultar numa experiência muito enriquecedora. Até um “jardineiro” amador consegue resultados muito bons. Seja num jardim pequeno ou num grande, os bulbos são muito decorativos, trazendo cor para os canteiro, jardins de pedra, relvados e vasos.

Quando e onde plantar?

Para uma floração na primavera, plante os bulbos no outono, do final de setembro até ao final de novembro.

Se puder manter os bulbos num local fresco e arejado, poderá plantá-los mais tarde: até ao final de dezembro.

Se quiser obter uma floração mais gradual, pode optar por plantar bulbos em diferentes épocas: final de setembro, final de novembro e final de dezembro. Um mês entre cada plantação é traduzido por um intervalo de quatro ou cinco dias entre as diferentes datas de floração.

Cuidado! Nunca plante se houver risco de geada ou em solo encharcado.

Para uma bela floração, escolha um local ensolarado ou semi-ensolarado, protegido do vento e com um solo bem drenado.

Evite solos argilosos, pesados ​​e compactos que retêm humidade estagnada. Para melhorar um solo dessas características, pode misturá-lo com turfa ou solo hortícola sobre uns 15 a 20cm de profundidade no qual já poderá plantar os seus bulbos.

A que profundidade devem ser plantados?

Como regra geral, os bulbos devem ser plantados a uma profundidade de cerca de 2 vezes e meia o diâmetro do bulbo. Por exemplo: uma tulipa com cerca de 1,5cm de diâmetro deve ser plantada a 3,5cm de profundidade. Os bulbos são plantados em grupos e em números ímpares: 13 para bulbos pequenos e 5 para bulbos maiores como tulipas ou narcisos.


Como cuidar deles?

É muito fácil! Do plantio à floração, não precisam de muito cuidado:

Fertilize aquando da plantação e pouco antes da floração, com um fertilizante especial para bulbos de flores.
Evite, se possível, qualquer herbicida. Pode colocar casca de pinheiro para evitar o crescimento de ervas daninhas.
Regue regularmente: facilitará o enraizamento, o desenvolvimento e prolongará a floração dos bulbos.
Durante a floração, corte as flores murchas alguns centímetros abaixo da sua base.
Pode-se cultivar os bulbos como flores anuais e trocá-los todos os anos, mas, também, como plantas perenes e deixá-las crescer naturalmente ano após ano. Neste caso, é aconselhável que, após a floração, se deixe secar a folhagem pouco a pouco para que o bulbo possa gerar as suas próprias reservas para o próximo ano.


Dicas úteis

O calibre
Define o tamanho do bulbo de acordo com o número de centímetros da sua circunferência. Por exemplo, um calibre de tulip0 10/12 tem uma circunferência de 10 a 12cm. Um bulbo de calibre 12 + terá, no mínimo, 12cm. Claro que quanto maior for o bulbo, maior e mais bonita será a flor.

Mantenha os seus bulbos
Quando as flores estiverem murchas, arranque os bulbos sem remover as folhas. Coloque-os num prato fundo cheio de turfa molhada. À medida que as folhas vão secando, elimine-as e mantenha os bulbos numa cesta, num local escuro e seco até as próximas plantações.

 

Deixar um comentário