Plantas aromáticas, práticas e muito ambientais

As plantas aromáticas são usadas, principalmente, como tempero culinário

O cultivo de ervas aromáticas é uma das mais antigas formas de jardinagem, originalmente praticada pelos precursores dos médicos e químicos para usos medicinais, hoje em dia, como um tempero culinário. Cultivar plantas aromáticas pode ser uma experiência muito gratificante, devido ao ambiente pacífico que estas plantas criam com as suas cores e peculiares essências, além da sua utilidade prática e decorativa em muitos casos.

aromaticas01

As plantas aromáticas contribuem para que as nossas receitas culinárias desprendam um aroma mais sofisticado e fazem com que a nossa casa se mantenha fresca. 

É verdade que os supermercados, mercados ou ervanários oferecem uma ampla variedade de ervas, mas é importante saber que as aromáticas que se utilizam para cozinhar resultam ser mais aromáticas e saborosas quando colhidas no momento: manjericão, salva, alecrim, salsa… O tomilho, pelo contrário, será a única que mantém inalterado o seu aroma depois de seco. É por esta razão que se recomenda utilizá-las recém-cortadas e quando ainda estão frescas. Assim, por que não cultivá-las em casa?

aromaticas02

Estas são as ervas que podem ser cultivadas dentro de casa:

– Tomilho: Esta planta de flores malva precisa de muito sol. Coloque-a numa prateleira onde receba sol frequentemente e lembre-se de podá-la muitas vezes para estimular o seu crescimento. Na culinária, o tomilho é usado para dar sabor aos estufados e grelhados de carnes, sopas e molhos. Vai muito bem em pratos cozinhados em lume lento, já que quanto mais tempo passa, mais os óleos essenciais libertarão o tomilho.

– Manjericão: Também deve ser colocado num local ensolarado é uma espécie que fica ótima na cozinha. Só se utilizam as folhas, bem frescas ou bem secas. As folhas frescas são adequadas para a preparação de pratos com ingredientes como ovos (omeletes, ovos mexidos …), peixe e legumes como tomate, berinjela ou abobrinha. As folhas secas podem ser utilizadas em estufados e sopas, já que são um pouco mais amargas.

– Alecrim: É uma planta básica na cozinha, além de ser muito resistente, podemos colhê-la durante todo o ano. O seu perfume é muito agradável e combina perfeitamente com a carne (especialmente cordeiro), vegetais e, em especial, batatas cozidas. Requer muito poucos cuidados pelo que será muito fácil para si cultivar em casa.

– Hortelã: Pode usar as folhas secas ou frescas. Alinha nos guisados, sopas ou para fazer os seus próprios mojitos! Note que o aroma da sua própria hortelã  será bem diferente do aroma da embalada industrialmente.

Existem muitas mais ervas para condimentar os seus pratos… quais são as suas preferidas?

Deixar um comentário