Poda de trepadeiras

As suas trepadeiras precisam de poda?

As plantas trepadeiras, cipós ou arbustos trepadores são um grupo de plantas muito amplo e muito útil. Este grupo de plantas é muito variado, onde vai encontrar espécies de folhas, com flores, com aromas… Com elas poderá cobrir muros, grades, fachadas, cercas, arcos, colunas, pérgulas, treliças e pórticos. Algumas espécies até mesmo são adequadas como cobertura do solo, por exemplo a hera.

As trepadeiras são uma boa opção para pequenos jardins, pois ocupam pouco espaço e alguns oferecem algumas belas flores, por exemplo, buganvílias, passiflora, glicínia, roseiras…

trepadoras

Este tipo de plantas deve ser podado e essa poda pode ser de 4 tipos:

1 – Poda de Formação

Durante os dois primeiros anos, não pode a trepadeira. Tem de deixá-la crescer para que ganhe altura e densidade de folhas, basta remover os galhos doentes. Pode podar para conseguir 3 formas diferentes:

  • Forma de leque que consiste num pé curto de onde saem os braços que se apoiam na parede, de 3 a 7 braços que formam o esqueleto. Para consegui-lo, corte a planta a menos de 50cm do solo e quando rebrotar seleccione os ramos que se tornarão nos braços.
  • Forma de cordão em que um só tronco vertical será o esqueleto que se apoiará sobre o suporte. Geralmente, utilizado em pérgolas, arcos e colunas.
  • Forma de bardo onde existe um eixo principal que se apoia numa cerca ou muro e uns braços que saem do tronco.

2 – Poda de Limpeza

Quando a trepadeira é adulta e já tem forma precisa de uma poda de manutenção, tanto por motivos de estética como por motivos de saúde.  A melhor época para fazê-la é quando a planta estiver em repouso, ou seja, no inverno.

Esta poda consiste em remover galhos mortos, secos quebrados, novos rebentos débeis ou que não interessam e flores ou frutos passados.

3 – Poda de Floração

Na poda de floração há que distinguir as trepadeiras que:

  • florescem no final da primavera e verão e que brotarão nessa mesma primavera (roseira trepadeira, Campsis, Bignonia …): no inverno, deve cortar os ramos do ano anterior, deixando 3-5 gemas laterais para que dêem brotos com flores.
  • florescem no princípio da primavera em ramos que surgiram no ano anterior (jasmim, madressilva …): pode após a floração; faça uma poda forte deixando 2 ou 3 botões.

4 – Poda de renovação

Se nunca podou a sua trepadeira ou o fez muito pouco, terá crescido fora de controle e certamente estará densa e emaranhada. Portanto, precisa de uma poda de renovação. Se a sua trepadeira tem um esqueleto saudável, remova toda a copa e deixe os ramos principais nus. Desse esqueleto sairão novos brotos que formarão uma nova copa. No entanto, se estão a envelhecer ou fracos, é melhor renová-los pouco a pouco, elimine alguns este ano e no próximo anos mais alguns. Se a planta estiver muito velha, corte-a quase ao nível do solo; sairão novos brotos e começarão do zero.

Para manter uma trepadeira saudável, regue-a, fertilize, mantenha-a livre de pragas, dê-lhe forma, guie-a desde o início com a poda de formação e realize uma poda de limpeza a cada inverno.

 

  1. Foi muito útil,obrigada

  2. Bom dia. Tenho um talude basicamente composto por cascalho/rochas e gostaria de plantar alguma espécie de trepadeira para grampear e cobrir este cascalho. Porém como o talude é alto e impossibilita a poda, gostaria de alguma variedade que não exigisse poda, que a mesma forma-se uma camada espessa de 20 cm. Qual espécie poderia utilizar? Obs: Moro no Rio Grande do Sul. Muito obrigado

    • Bom dia,
      Todas as trepadeiras exigem poda… Hiedra será, talvez, o mais indicado, no entanto, é daquelas trepadeiras que menos poda exigirá… Mas, alguma poda mínima, será sempre necessária.
      Cumprimentos

  3. luiz carlos says:

    Foi bem instrutivo e direto.
    Grato
    L.C.

Deixar um comentário