O síndrome pós-férias dos animais de estimação

No início de setembro, a maioria de nós de volta à rotina: o início das aulas, regresso ao trabalho, a descida das temperaturas, tempos de escravidão, etc, o que pode afetar o nosso corpo com a chamada síndrome pós-férias. Mas, como acontece conosco, também os animais são propensos a sofrer de igual modo após um período de férias em que puderam desfrutar de companheirismo e atenção permanente.

Os sintomas são claros: destruição de objetos da casa, latir, miar, ruídos, a desobediência, chorar, aliviar-se fora do seu lugar habitual, etc… Se notar estes comportamentos no seu animal após regressar de férias, não o repreenda ou castigue, porque não servirá de nada; ele simplesmente quer mostrar o seu descontentamento com a nova situação.


Fonte

De acordo com os especialistas, para que isso não aconteça, os animais devem recuperar os seus hábitos uma semana antes de regressar das férias: colocar a comida em horários regulares, distraí-los com jogos, enquanto está no trabalho ou as crianças na escola (por exemplo esconder pedaços de comida para que passe o dia à procura deles), prender os gatos por alguns dias em casa para voltarem a reconhecer o território e não fugirem, fazer passeios com os cães mais curtos e rotineiros, etc. Tudo isto são medidas para que quando voltar à rotina, a mudança não seja tão drástica, podendo adaptar-se mais facilmente e não anseiem tanto a atenção que receberam durante as férias.


Fonte

via ]

Deixar um comentário