De viagem com o seu cão!

A maioria de nós vai de férias nesta altura, com a família, e, muitas vezes também, com os nossos animais de estimação. Para o cão é importante passar esses dias com os seus donos, porque é quando podemos dedicar mais atenção e temos mais tempo livre para passar com ele.


Fonte

Antes de viajar, é importante considerar algumas dicas:

  • Antes de começar sua viagem, visite o veterinário para serem vistos e, se necessário, recomendar as vacinas consoante o destino para onde vai. Se seu cão está a receber algum tratamento, não se esqueça de levar o stock suficiente dos medicamentos para cobrir as necessidades durante a viagem.
  • Lembre-se de fazer a sua mala com tudo o necessário para ele: a comida (de preferência, seca, porque conserva-se melhor do que a de latas), a toalha, shampoo, escova, trela, focinho (se necessário) e os seus brinquedos favoritos.
  • Meio de transporte: se viajar de avião, comboio ou barco, são as diferentes empresas que determinam se pode ou não viajar com o animal, e em que condições; certifique-se de conhecer as regras e as cumprir, para evitar quaisquer problemas. Se viaja de carro, a forma mais segura é colocar o cão numa transportadora ou usar um arnês com fixação para cintos. É aconselhável trazer uma toalha ou cobertor, pois, além de proteger o estofo do carro, dá ao animal um ambiente familiar e sentir-se-á melhor. Ao longo do caminho, não o deixe colocar a cabeça de fora da janela, pois pode causar uma otite ou conjuntivite. Nunca o deixe na mala ou dentro do carro, mesmo na sombra.


Fonte

  • Estadia: atualmente, existem mais de 6.400 hotéis, casas rurais e parques de campismo permitem animais de estimação. Antes de ir, verifique se admitem o seu cão e quais as condições que estão à sua disposição para que não encontre nenhuma surpresa quando chegar ao seu destino.
  • Responsabilidade: o comportamento do seu animal representa aos olhos dos outros, o de todos os animais de estimação. Se incomodar os hóspedes do hotel ou do restaurante ou se se comportar de maneira imprópria sem que o corrija, da próxima vez que alguém aparecer com um animal de estimação nesse lugar é provável que o rejeitem. E vice-versa: se o seu cão é bem comportado, facilitará a entrada de outros animais em locais onde não eram permitidos. Lembre-se de respeitar as regras do local onde estiver e de fazer todo o possível para que o seu cão também o faça.
  • Documentação: leve o boletim de vacinas e certificados dos veterinário, pois pode ocorrer algo inesperado e ter de recorrer a um veterinário que não o conhece. Não se esquecer de ter actualizada a identificação do animal, de facto, é obrigatório na União Europeia o uso de microchips em cães e gatos. Deve também colocar no seu cão uma medalha com o seu nome e detalhes de contacto do proprietário no colar para o caso de se perder num lugar desconhecido.


Fonte

Viajar com o seu cão pode ser divertido para ambos. Recorde-se apenas que deve estar o melhor preparado possível para onde quer que vá. Não se esqueça de certificar-se de que o seu cão faça muito exercício para acalmar sua a ansiedade e stress. Bon voyage!

Deixar um comentário