Cuide do seu cão: cuidados para evitar os golpes de calor neste verão quente

Como prevenir insolações no seu cão

A chegada das altas temperaturas do verão podem causar problemas sérios nos nossos animais de estimação, tais como a insolação ou golpes de calor. Os nossos amigos de quatro patas são geneticamente mais sensíveis ao calor do que os humanos. Perante uma falta de capacidade de regular a sua temperatura corporal pelo suor, os cães refrescam-se, principalmente, pelo ofegar. Só são capazes de expelir suor através das almofadas das suas patas.
dog-656886_640

Estas ondas de calor ocorrem frequentemente no verão e em áreas de muita humidade. Os espaços reduzidos e/ou mal ventilados e pouco arejados, também,  são ambientes favoráveis.

Os sintomas mais comuns da insolação costumam ser lentidão, preguiça, cambalear, tropeçar e até cair. Pode provocar até mesmo tremores musculares, aumento do ritmo cardíaco e padecer de repetidos vómitos e diarréia. Tudo isto pode causar danos cerebrais, pulmonares, musculares e no fígado, falência de órgãos, inflamações várias e acabar com o nosso animal de estimação.

malinois-354527_640

Baixe a temperatura corporal do seu cão

É essencial reagir rapidamente a uma insolação: se for muito grave ao ponto de ser impossível transferir o seu cão para a clínica veterinária, tente diminuir a sua temperatura corporal.

É aconselhável mudá-lo para um local fresco, ventilado e aplicar frio em zonas importantes, tais como a cabeça, pescoço e axilas. Assim, refrescaremos o sangue que vai para o cérebro, evitando possíveis danos cerebrais, e abrandar o ritmo da respiração, que diminuirá pouco a pouco.

Uma vez controlada, recomenda-se submeter o animal a um jato de água não muito fria, e tentar humedecer a boca sem forçá-lo a beber, pois pode causar abafamento.É essencial ter a temperatura do corpo controlada durante todo o processo.

Se a ocasião o permite e o golpe de calor não impede a sua transferência e se for de carro, é aconselhável abrir as janelas ou ligar o ar condicionado. O médico irá realizar um reconhecimento através de um exame de sangue, verificará os possíveis danos causados ​​e receitar um medicamento específico para acabar com a insolação.

dog-773439_640

Estas situações demonstram a importância da hidratação para os nossos amigos peludos em tempos de calor sufocante. Deixe sempre água fresca ao seu alcance.  Inclusive, recomenda-se colocar em dois recipientes diferentes, para o caso de um deles se virar.

Outro método de prevenção é alimentar o animal à noite, quando as temperaturas estão mais frias, evitando assim possíveis colapsos. Ir passear com ele nos momentos de menos calor, evita esforços físicos sob temperaturas quentes.

Deixar um comentário