Como manter a piscina limpa?

Para manter uma piscina limpa, precisa desinfetar e manter os níveis químicos mais adequados

Agora que chegou o verão e começam as férias escolares, a melhor forma de entreter-se e fugir do calor é passar um bom tempo à beira da piscina, mas, para isso, é preciso assegurar que a piscina esteja limpa e pronta para ser usada.

Porque é preciso limpar a piscina?

Embora, à primeira vista, possa parecer limpar, porque não há folhas ou insetos a flutuar à superfície, não significa que esteja adequada para uso. Lembre-se que, por muitas medidas que tome, estará sempre presente na água poeira e sujidade do ambiente ou dos próprios banhistas, seja cabelo, pele…


A água da piscina pode ser uma fonte de doenças para a pele, olhos, intestinos, feridas, etc., 
por isso, é necessário desinfectar e eliminar agentes patogénicos. Além disso, se a sua piscina não cumpre os parâmetros físico-químicos recomendados, como o pH e nível de cloro, é provável que sofra irritação.

Que passos devo tomar para manter a minha piscina limpa?

Depois de um longo período de inatividade, a primeira coisa a fazer é limpar o fundo e as paredes da sua piscina, bem como os filtros e bomba de água. Um limpador automático irá evitar ter de o fazer manualmente.

Coloque em funcionamento o sistema de filtração durante cerca de 48 horas e, em seguida, verifique os parâmetros químicos da água. O importante é manter o teor de cloro residual livre entre 0,5-1,0 ppm na água para que esteja desinfectada e tenha poder desinfetante e manter os níveis de pH de 7,2 a 7,6.

Se a água da piscina começa a ter uma cor esverdeada, é devido a um desequilíbrio do pH que está a favorecer a proliferação de algas. Se, em vez disso, a água adquire uma cor turva, é devido às partículas em suspensão. Teremos uma água limpa e clara através de floculantes, que aglutinam estas partículas para depositá-las no fundo e assim de fácil remoção.

 

Deixar um comentário