A obesidade dos animais

Os animais estão a ficar cada vez mais gordos?

Actualmente, na sociedade dos países desenvolvidos, o problema da obesidade está a tomar cada vez mais importância e está a tornar-se uma preocupação real. Mas, não é um problema exclusivo dos seres humanos. Os animais também estão a ser afectados pelo excesso de peso. Um problema que tem vindo a aumentar nos últimos anos.

AnimaisGordos1

Já em 2011, um estudo científico realizado por biólogos, geneticistas e especialistas em bioestatística, publicado na revista Proceedings of the Royal Society B, concluiu que todas as espécies têm vindo a aumentar consideravelmente o seu peso ao alcançar a idade adulta. A pesquisa baseou os seus resultados reunindo dados desde 1948 até 2006 sobre o peso médio de doze populações de animais de oito espécies diferentes que vivem perto das pessoas.

Assim, não só se focaram nos animais de estimação mais comuns como cães e gatos, mas, também, outras espécies, como ratos, foram objecto de estudo. Descobriram que haviam experimentado um aumento de peso de 5,7% a cada década. De qualquer forma, aqueles que mais aumentaram de peso nos últimos anos são os cães e os gatos.

AnimaisGordos2
Fonte

Os dados atuais estimam que entre 24 e 44% dos cães são obesos, especialmente os maiores. De acordo com a American Veterinary Medical Association, mais de 48 milhões de animais domésticos nos EUA têm excesso de peso. O facto de cada vez mais haver animais obesos pode ter diversas causas. Primeiro, como acontece com as pessoas, a má alimentação e a falta de exercício são as causas mais comuns. Os animais domésticos são mais propensos a ter excesso de peso, se os seus proprietários também sofrem do mesmo problema ou se vivem com pessoas idosas que não podem proporcionar-lhe o exercício físico que eles precisam.

Por outro lado, a crise econômica em muitos países tem levado muitas pessoas a comprar alimentos mais baratos (e menos saudáveis) para os seus animais ou alimentá-los com comida caseira, algo que os faz ganhar peso rapidamente. A tendência para a obesidade também pode dever-se à genética do animal (há raças mais propensas a este problema, assim como os gatos domésticos e animais esterilizados e castrados), ou a possíveis distúrbios da tiróide e da hipófise.

De qualquer forma, se tivermos um animal, é muito importante cuidar bem da sua dieta e dedicar tempo ao exercício, em função da idade, uma vez que o excesso de peso pode acarretar sérios problemas de saúde.

Deixar um comentário