Os cães e a pirotecnia

O S. João que se aproxima, é muitas vezes, sinónimo de bombinhas e fogo de artifício, por isso é importante ter em mente os nossos animais de estimação que, muitas vezes, sentem medo e sofrem de stress nestas celebrações.

Fonte

Os cães têm uma sensibilidade auditiva 3 vezes superior à do homem. Portanto, o que para nós é apenas um barulho, para eles é algo tremendo e, por vezes esmagador. Este é o motivo pelo qual durante datas festivas onde a pirotecnia é utilizada, como a noite de S. João, ficam muito mais nervosos. O bombardeio auditivo provoca-lhes grandes sustos e podem reagir de forma agressiva, ladrando constantemente e, alguns, até mesmo tentam fugir de casa.

Sintomas

Podem ter palpitações, taquicardia, respiração ofegante, salivação, tremores, sensação de insuficiência respiratória, falta de ar, náuseas, tonturas, sensação de irrealidade e perda de controle. As reações mais leves ou baixa intensidade podem ser tremores, encolhimento, perda de apetite, desejo intenso de água, necessitando estar em permanente contacto com o proprietário. As mais graves provocam gemidos, salivação intensa ou sialorreia, respiração ofegante, prolongada e muito forte, eliminação e/ou retenção de fezes ou urina, correr de forma desenfreada e sem direção (escape frenético), e, em muitos casos, arranham ou mastigam as barreiras ou podem tentar saltar janelas ou cercas.

Fonte

Dicas

Se o seu cão sofre de stress com o fogo de artifício, tente que fique num lugar longe do ruído intenso e, se puder, fique com ele até que ele se acalme. Outra opção é levá-lo ao veterinário e pedir que o aconselhe se pode dar algum calmante natural para que não sofra de stress. Além disso, mantenha em mente as seguintes recomendações:
– Deixe-o consigo dentro de casa durante os piores momentos; verifique se o seu jardim e vedação são seguras para que não tenha a opção de fugir devido ao pânico.
– Não o deixe sozinho no exterior.
– Não o leve para lugares onde haverá fogo de artifício – seria muito stressante.
– Leve-o a fazer exercício antes; uma longa caminhada o deixará cansado e passará uma noite mais calma.
– Certifique-se de que faz as necessidades antes para que quando o barulho se intensificar durante a noite, não fique desesperado por não poder sair.
– Feche as janelas, cortinas e persianas para mantê-lo longe do barulho e efeitos visuais.
– Se colocar uma música relaxante, poderá isolá-lo um pouco do barulho.

Fonte

– Reserve-lhe uma área em que se sinta seguro com os seus brinquedos e roupas, longe das janelas. Se o tiver, deixe-o com o seu brinquedos favorito ou com um de borracha para que se possa distrair.
– Não se esqueça de deixar água fresca para beber e assegure-se de que coma horas antes do início do barulho intenso para ajudar a relaxar.
– Se está com stress e geme, ladra ou causa alguma destruição, não o castigue, pois poderá piorar a situação. Tente acalmá-lo e acariciá-lo para reduzir o seu stress e brinque um pouco com ele para o distrair.
– Tente manter a calma para que ele note que não há motivo de preocupação.

Fonte

Se tudo isto falhar e o seu cão está a sofrer com o ruído intenso, consulte o seu veterinário, pois poderá necessitar de alguma medicação ou terapia. Lembre-se de que o mais importante para ele é manter-se ao seu lado e fazê-lo sentir-se seguro.

via ]

Deixar um comentário