Os gatos da raça Exótico

Os gatos Exóticos são a raça felina do Garfield!

A origem dos gatos exóticos é muito difícil de concretizar, mas, poderia-se dizer que remonta ao início dos anos 60. Não foi uma raça que tenha aparecida de forma espontânea, mas foi geneticamente programada por criadores americanos, mediante o cruzamento do Americano de pêlo curto com o persa.

Em 1966, estes gatos foram batizados com o Exótico, mas foi só a partir de 1967 que puderam competir em campeonatos. Em 1969, foi fundada a primeira associação da raça e, finalmente, depois de vários anos de luta, em 1972, os gatos Exóticos foram oficialmente reconhecidos.

gato-exotico

As características físicas deste animal são muito semelhantes às dos persas, portanto, muitas vezes difícil de diferenciar. Se conhece o desenho animado Garfield vai entender porque se pensava que tratava-se de um gato persa.

Os gatos Exóticos são uma raça felina com uma estrutura muito semelhante à do gato persa, como mencionado acima, com grande densidade de pêlo, mas, neste caso, mais curto. Apesar do pêlo ser um pouco mais curto, ainda assim é maior em relação a outras raças de pêlo curto. O pêlo é denso, macio e ereto. As cores que dominam nesta raça são as pelagens unicolores como preto, chocolate ou creme.

Além disso, um ponto muito positivo desta raça é que precisam de menos cuidados do que um persa e não provocam tanta alergia.

A nível do corpo, são muito robustos, com corpo de médio a grande, pesando cerca de 3 a 6 kg; musculosos com um peito largo e patas curtas, mas fortes e grossas.

O pescoço, apesar de curto e grosso, suporta uma cabeça larga e arredondada. O crânio é largo, com uma frente curva, com grandes maçãs do rosto e um queixo forte. Tem orelhas pequenas, com a ponta ligeiramente arredondada e pouco abertas na base, que estão bem separadas, ligeiramente inclinada para a frente.

Os seus olhos, grandes e redondos, espaçados entre si, são muito expressivos. Podem ter várias cores: preto, marrom, azuis e, até em alguns casos, bicolores ou tricolores. Encontram-se separados por um pequeno focinho, largo e achatado, brindando estes gatos com uma aparência de bebé e uma doce expressão.

Finalmente, a última característica a destacar é a sua cauda curta, densa e com uma ponta arredondada que, normalmente, colocam para inclinada para baixo.

Em relação ao carácter, têm o mesmo temperamento e constituição física que um persa, que faz lembrar um urso de peluche e convida a acariciá-lo. Adoram descansar no sofá, dormir no colo dos seus donos ou passar horas distraídos com o arranhado. Não são preguiçosos, mas gostam de estar cercados por pessoas tranquilas e que tudo ao seu redor decorra de forma tranquila.

São de carácter equilibrado, calmos, pacíficos, curiosos  e sociáveis. Quando querem brincar, fazem-no logo saber ao seu dono, e, se não quiser ser incomodado, ninguém irá notar a sua presença. Eles gostam de saber o que se está passar à sua volta, mas, também não se aborrece se não sair de casa. É tranquilo, mas ativo, e raramente mia. Devemos destacar que não gostam de estar sozinhos e mostram mais lealdade do que os outros gatos.

Sem o surgimento dessa nova raça felina, o autor e criador Jim Davis, não teria conseguido criar o seu gato mítico Garfield em 1978 ou, provavelmente, teria sido um persa, um siamês ou outra raça menos característica. Actualmente, o Garfield é o mais famoso gato exótico do mundo!

  1. Bom dia,

    gostaria de questionar se tem gatinhos disponiveis? Tem fotos que possa enviar e qual o preço ?

    Atenciosamente
    Susana

  2. Gatil Jazzberry tem gatinhos exóticos de pelo curto disponíveis.

  3. Foto por baixo do Garfield é gato persa, não exótico 🙂

Deixar um comentário