O que significa quando o seu cão abana a cauda?

Um estudo revela o significado do movimento da cauda

A crença geral é que quando um cão abana a cauda é porque ele está feliz ou quer brincar. Agora, um estudo publicado na revista Current Biology conduzido por pesquisadores da Universidade de Trento (Itália), mostra que esse movimento, realmente mostra o seu humor, mas, nem sempre com o mesmo significado.

caudacaes

Em 2007, esses mesmos pesquisadores concluíram que os sentimentos do cão são diferentes, consoante se abana a cauda para a direita ou para a esquerda. O cérebro de cães, assim como o dos humanos, está organizado de maneira assimétrica e cada uma das suas metades cumprem funções diferentes.

Assim, mesmo que pareça que só estão a abanar com a cauda de um lado para o outro, há sempre uma tendência para desviar a cauda para um lado, só precisa prestar atenção: se o movimento vai mais para a esquerda, é activado o hemisfério direito, significando que o cão tem emoções negativas e de tensão, como quando enfrentam um animal hostil. Pelo contrário, se é activado o hemisfério esquerdo, o movimento acentua-se para a direita, mostrando um estado de ânimo positivo de atracção ou de indiferença, algo que acontece, por exemplo, no momento de reconhecer os seus donos.

Até ao momento, o comportamento do cão era analisado de acordo com a sua postura, o latido e odores, mas não tinha sido analisado o motivo do movimento da sua cauda. Neste último estudo, os pesquisadores italianos deram um passo mais à frente e demonstraram que um cão distingue estes sentimentos em outros cães pelo movimento da sua cauda. Para isso, eles monitoraram o coração de alguns cães enquanto lhes mostravam imagens de outros: quando viram que o outro cão abanava a cauda para a esquerda (sensações negativas), ocorria aumento da frequência cardíaca, mostrando-se um pouco ansioso; pelo contrário, relaxavam, se o outro animal abanava a cauda para a direita.

Para Giorgio Vallortigara, do Centro de Ciências da Mente e do Cérebro da Universidade de Trento, esta comunicação não é de todo consciente, ou seja, não há nenhuma intenção de mostrar ao outro animal, o seu estado de espírito pelo movimento da cauda, tratando-se de um efeito automático pela activação de um dos hemisférios.

Após estas conclusões, certamente que todos os que partilham a vida com um cão, irão ficar mais atentos ao movimento da sua cauda para saber se é verdade que o movimento da sua cauda tende a inclinar-se mais para a esquerda ou para a direita e se mostra atitudes diferentes de acordo com o movimento.

Deixar um comentário