O Escinco-de-língua-azul

Um réptil que perante ameaças mostra a língua

Este curioso réptil, Tiliqua Scincoides, encontra-se na Austrália, Nova Zelândia, Nova Guiné e Tasmânia e, muitas vezes, vive em áreas semi-desérticas e áreas florestais abertas.

De corpo alongado e escamas brilhantes e lisas, têm pernas curtas, mas fortes, com 4 dedos curtos e delicados em cada uma. Castanhos ou cinzentos (embora existam alguns de corpo rosado), com riscas pretas ou castanhas, têm uma cabeça larga e triangular. O mais impressionante e o que o identifica é a sua língua azul, que além de usá-la para cheirar, também a usa para defender-se. Quando sente perigo ou algo ou alguém o incomoda, abre a boca e saca a sua língua azul, o corpo incha e assobia com força como ameaça.


Fonte

Em adulto, pode medir até 60 centímetros e, como é um animal diurno, dócil e sociável, é habitual tê-lo em cativeiro, onde podem chegar a viver até 25 anos.

Se não lhe provocarmos stress, habitualmente não morde, mas não é recomendado que viva no mesmo terrário com outro animal, uma vez que é muito territorial.

Terrestre, é bastante activo, mas pouco ágil e não é  incomum que enterrar-se durante a noite. É omnívoro, por isso comem pequenos animais como insectos e outros répteis, e alguns vegetais e frutas, como bananas, morangos, pêssegos, maçãs e outras frutas suculentas. Os especialistas recomendam que lhe seja proporcionado até 60% de alimento de matéria vegetal e 40% de origem animal.


Fonte

O seu terrário deve ser amplo, devido ao seu grande crescimento, cerca de 100cm de comprimento e 50 de altura com 40 de profundidade para um réptil. Além de uma boa ventilação, uma luz ultravioleta especial e uma fonte de calor, a temperatura deve oscilar entre os 24ºC e os 29ºC. Como substrato, é melhor uma boa quantidade de lascas de madeira para que possa enterrar-se nelas. Para que possa trepar, precisa que lhe sejam proporcionados distintos elementos em  níveis diferentes, como troncos ou galhos, nos quais também poderá descansar.

Deixar um comentário