Como evitar que o seu cão destrua o jardim

Crie um jardim adequado para o seu cão

Todos aqueles que têm um jardim em casa e, também, um cão como animal de estimação, sabem que o animal pode causar danos reais no solo, plantas e qualquer outra coisa que tenha ao seu alcance.

Obviamente, depende da idade, energia e educação do cão, mas a maioria gosta de cavar buracos profundos, não se importando em destruir o seu trabalho e investimento de tempo e dinheiro para que tivesse um belo jardim onde possa passar agradáveis momentos de paz e tranquilidade.


Fonte

Se tem um cão, precisa ter em mente que nem todos os tipos de jardim são adequados para eles.

Primeiro, deve evitar cultivar plantas que podem ser tóxicas como azevinho, adelfa, amarílis, caladium, ciclame, clívia miniata, entre muitas outras. Se tem muito interesse em ter este tipo de planta, pode optar por criar um outro jardim dentro de seu jardim, ou seja, escolher uma área grande o suficiente , reservando-a para que o seu animal ande à vontade sem perigo de ingerir algo perigoso ou aleijar-se com algum objecto .

Fonte

Este espaço deve ter uma área com sombra para o cão descansar nos dias mais quentes, colocando atracções interessantes para que se possa exercitar livremente: os seus brinquedos, plataformas elevadas, caminhos para correr, etc., dependendo da extensão da zona disponível. Da mesma forma, neste espaço limitado por uma vedação sem arestas ou lascas, por exemplo, o animal poderá escavar o solo, sem risco de danos e sem criar qualquer destruição significativa no jardim. Naturalmente, neste espaço é importante que o cão tenha um lugar para fazer as suas necessidades: um troço de azulejo ou cascalho, por exemplo, que é fácil de limpar e poderá ensiná-lo a usar sem muita dificuldade.


Fonte

Se o seu jardim não é grande o suficiente para reservar uma área para uso e gozo do animal, pode optar por cultivar plantas que sejam inofensivas e de grandes dimensões para tornar mais difícil de danificá-las. Também manter o interesse dele focado nos seus próprios brinquedos para evitar que se fixe noutros elementos e, especialmente, evitar que o cão sinta-se sozinho ou entediado, pois são nessas alturas que evidenciará a sua ansiedade, cavando grandes buracos ou destruindo tudo que aparecer à sua frente.

Com educação, companhia, atenção, exercício e brincadeiras, tanto a família como o cão poderão desfrutar de um fantástico jardim e passar dias agradáveis ​​ao ar livre.

Deixar um comentário